sexta-feira, 4 de abril de 2008

Entrevista - Gordo Nerd

Auto descrito como um desocupado das horas preenchidas, ele é talvez um dos mais curiosos criadores do orkut. Diferente das letras exclamativas e de tantos outros personagens criados com nome e sobrenome, o Gordo Nerd é como se fosse uma classe inteira em apenas uma pessoa. Representando nossos patrões de amanhã, ele cria comunidades pândegas desde 2004 e pode ser considerado 'experiente' no ramo.
Hoje a entrevista da vez é com ele e se alguma maria-geek estiver na área, fique sabendo que ele está solteiro.



Whan! - Como a idéia de criar comunidades surgiu e como foi o começo desta tarefa?

Gordo Nerd - Eu comecei criando comunidades para suprir lacunas que existiam no orkut. Via que faltava uma comunidade sobre um assunto específico, procurava uma foto legal, elaborava uma descrição bem simples e criava. Fazia isso com outro perfil, que ainda não era o Gordo Nerd. Devo ter criado umas dez comunidades assim, no máximo. Esse perfil ficou abandonado por um tempo e depois o orkut o excluiu, sem nenhum motivo aparente. Então eu criei o perfil do Gordo para tentar recuperar essas comunidades. Nessa época ainda era possível pegar uma comunidade sem dono sem ter que esperar uma semana. Só que eu não consegui recuperar todas, pois algumas já estavam nas mãos de outras pessoas que não quiseram devolver. Então tive que me conformar.

Whan! - Quando suas criações foram ganhando membros, e você ficando conhecido, como eram suas reações perante o reconhecimento do público?

GN - No início eu ficava muito impressionado. Ainda fico, quando aparece alguém no scrapbook rasgando elogios e exaltando a “inteligência” do Gordo Nerd, mas confesso que com o passar do tempo eu passei a ver isso com mais naturalidade.

Whan! - Por que a opção em criar comunas num perfil ‘fake’?

GN - É para manter a privacidade. O Gordo é um personagem criado por alguém que prefere não se expôr.

Whan! - Afinal, por que Gordo Nerd?

GN - Quis fazer uma homenagem a essa classe tão desprezada pela sociedade. Imagino que por trás deste site bonitinho, do orkut funcionando direito e de tantos outros serviços online, sempre vão existir caras viciados em fast foods que passam um terço da vida conectados pensando em soluções para aprimorarem esses serviços e mantê-los em ordem.

Whan! - Esse perfil, mesmo não sendo o pessoal, já te trouxe algum tipo de dor de cabeça?

GN - Nada que me fizesse repensar sua existência. É evidente que uma vez ou outra aparece alguém enchendo o saco, mas faz parte.

Whan! - Com tanta gente em suas comunidades e outras tantas que te conhecem, alguém já conseguiu descobrir seu perfil verdadeiro?

GN - Já conseguiram. Eu bem que tentei disfarçar, mas era tarde. Para outras pessoas eu simplesmente cheguei e disse: “sou o Gordo Nerd”. Assim mesmo, de supetão. Evidente que elas ficaram com um pé atrás, mas depois eu provei ser quem dizia ser. (risos)

Whan! - Mesmo estando no orkut há 4 anos seu perfil conta com pouco mais de 300 comunidades, metade do número de outros grandes criadores do mesmo período, tal como o C!, B!, etc. Seu pensamento é que vale muito mais qualidade do que quantidade?

GN - De fato, a quantidade de comunidades é algo com a qual eu realmente não me importo. Poderia ter até menos, mas as idéias vão surgindo e eu não consigo ignorá-las. Em relação à qualidade, acho que esse é um critério de análise de foro íntimo. O que tem qualidade pra mim, não necessariamente tem qualidade pra você. E vice-versa.

Whan! - Suas comunidades variam do humor non-sense até a temas sérios e alguns um pouco depressivos. Qualquer tipo de experiência pode virar comunidade?

GN - Acredito que sim. Não é à toa que nós temos essa infinidade de comunidades à disposição.

Whan! - A comunidade “Tédio acabou de entrar” é sua criação mais populosa. No momento de criar você imagina quais serão futuros sucessos?

GN - Não consigo prever, mas dá pra ter uma idéia do quanto ela pode crescer em termos de membros, se trouxer uma mensagem significativa. Por outro lado, existem surpresas. Nem sempre a reação das pessoas é condizente com o que se imagina. A “Tédio acabou de entrar” é uma das que eu não acreditava que iria se expandir tanto.

Whan! - Com esses anos de experiência na criação e com o conhecimento do público, você já faturou alguma coisa com essa ‘fama’ na internet?

GN - Consegui comprar uma cobertura no Leblon, tenho um Porsche na garagem e entro nas melhores festas do eixo Rio-SP de graça. Só falta uma mulher. (risos)

Whan! - Na internet os tipos de humor seguem um padrão, mas no orkut a coisa segue por outro caminho. Você considera que a criação de comunidades estabeleceu um novo estilo para fazer rir?

GN - Muito se fala em “humor orkutiano”. É inegável que determinados grupos passaram a difundir estilos, tendências e comportamentos através do orkut. Como se trata de um site presente no dia-a-dia de milhares de pessoas, isso se dissemina fácil e muito rapidamente computador afora. Acho que a maneira de fazer rir pegou uma carona despretensiosa nesse movimento. Quem nunca se pegou rindo, na fila do supermercado, ao lembrar-se daquela comunidade: “Posso pagar com o corpo?”.

Whan! - Saindo do ‘Gordo Nerd’, o que você nos pode contar de sua vida pessoal?

GN - Eu me considero o oposto do Gordo Nerd. Não sou gordo, nem me considero nerd. Espero não estar estragando os sonhos de alguém que imaginava o contrário.

Whan! - Sente-se orgulhoso em ter criado tantas coisas e ter conquistado o gosto de muita gente?

GN - Sim. Não há como negar que isso faz bem ao ego. Negar isso seria hipocrisia da minha parte.

Whan! - O que você diria aos sedentos em querer começar a criar e fazer sucesso com comunidades?

GN - Peça a pessoa que banca o seu colégio ou faculdade para converter parte do dinheiro gasto nisso em uma boa conexão banda larga e mãos à obra!

Whan! - Pra terminar, o Gordo Nerd mudou de alguma forma sua vida?

GN - Mudou a minha maneira de encarar alguns fatos, me serviu de refúgio em um momento difícil da minha vida e me fez levar o orkut menos a sério.


***
blog do Gordo - www.gordonerd.com
perfil do orkut - www.orkut.com/Profile.aspx?uid=10650278000726151018
***


Semana que vem, na sexta (11/04), o entrevistado será Sr. Parsons, o rapaz que catou as comunidades da falecida Dona Chlires, vale a pena conferir.

16 comentários:

gordo nerd disse...

valeu!

Pedro disse...

viva o gordo!


(acho que já vi isso em algum lugar)

Aragao disse...

aheueaheaueah muito boa a entrevista, esse cara ai realmente sabe como fazer negocios =D parabéns para ele e vamos criar nossos proprios, pensa ai em algo que ninguem nunca imagionou ^^

http://www.iuha.blogspot.com

Laura_guedes disse...

Gords, mandou ver ;*
a entrevista foi shoow (:


Beijo, L!

Naum Matos disse...

grande gordo

um dos meus idolos, superman ou batman para que se temos o gordo?

Ethan Who disse...

Achei ótima.

Lady Trash disse...

Tanto o entrevistado quanto o entrevistador foram ótimos :)

[p] disse...

não participo muito das comunidades dele
mas eu vejo todas e rio muito com algumas!

Isabela disse...

Whan! - Saindo do ‘Gordo Nerd’, o que você nos pode contar de sua vida pessoal?

GN - Eu me considero o oposto do Gordo Nerd. Não sou gordo, nem me considero nerd. Espero não estar estragando os sonhos de alguém que imaginava o contrário.

SDAGHHDAUISDHSD, não que eu pensei que ele fosse mesmo um gordo nerd, mas é que é tão real. *-* eu já amo o gordo, AHAHA! 8D

kone disse...

gordo, cria uma comunidade assim: "odeio lan house de belém" heheheheehheeheheheheehheehehhehe beijos

Tamiris disse...

õ/

gordo eu te amo
gordo eu te amo

Débora disse...

Gostei :DD

teddy disse...

AAAAAAAH GORDÃO pança na balança o/

Anônimo disse...

Adoreeeei a entrevista

pc.barao disse...

EU sou fã do gordo nerd!

Mahrie disse...

adorei, muito inteligente o gn :D