sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

O humor inerente à nação

Estava lendo há pouco a sessão de piadas da miserável revista Seleções, onde são publicadas diversas anedotas enviadas por leitores de todos os cantos do mundo. Foi aí que tive certeza de uma coisa: cada país tem seu humor, pensando ser engraçado.

O exemplo que estou sedento em dar é de uma piada proveniente de um leitor do Uruguai que eu pelo menos não entendi.

Um paciente do hospital olha com espanto a refeição frugal que lhes serviram de acordo com as instruções médicas.
Depois de comer devagar uma pequena tigela de sopa, três folhas de alface e 20 gramas de frango cozido, ele pede à enfermeira:
- Por Favor, poderia me trazer um selo?
- Para quê? - pergunta ela, intrigada.
- Gosto de ler depois do jantar.
-Marcelo Ruival Gómez, Uruguai

Percebe? Assim como os estado-unidenses têm aquele stand-up sem graça à moda deles, os russos se contentam com um humor bobo e nós com a Dança do Créu.

Pois é, estamos nos fins do tempo.

ps¹.: se você entendeu a piada, explique-nos.
ps².: hoje é dia 22/2.

8 comentários:

Anônimo disse...

A piada estava em español?

Anônimo disse...

E quem é que lê um selo? Ele só pode estar no manicômio.

Felipe Esteves disse...

Acho que essa nem o Mássimo entendeu.

:.Mais do Mesmo.: disse...

Não entendi a piada... mas eu tentei (:

E sim.. concordo. Estamoas nos fins dos tempos!

bjoaks :*

Roberto disse...

eu entendi
(mas é ruinzinha):

tinha pouca comida no hospital
dai pra 'zoar' com a enfermera ele pediu pra ler um selo (pouca coisa tbm)

:x
eu acho q eh isso
o/

Palhac!nhoW disse...

Eu entendi deboua também, foi exatamente o que o Roberto disse, mas humor Uruguaio é pior que Feijoada Norte-Americana mesmo.

Anônimo disse...

Piada?

Rainha Margot disse...

O fato de ler (e contar para o resto do mundo que o faz) "Seleções" não te constrange?